Seguidores

sábado, 28 de junho de 2014

Conto de fadas perdoa corrupção


Um livro que comecei a ler, O Lado Sujo do Futebol, está mostrando o que eu estava careca de saber, mas não tinha como comprovar: futebol é um antro de corrupção e cartas marcadas. Muita gente sabe que onde entra poder e muito dinheiro, entra também um festival de irregularidades.


Mas o povo, mesmo desconfiado, prefere ficar longe disso. Prefere ignorar as denúncias do livro e retomar a sua infantilesca ilusão. O clima de contos de fadas anexado ao futebol e transmitido a gerações por muitos anos, graças a um complexo, poderoso e exclusivo sistema de publicidade bélica e insistente, é muito forte e arraigado para ser deixado de lado.

Os brasileiros gostam de futebol porque são induzidos a isso. Uma prova de sucesso absoluto de um trabalho publicitário muito bem executado. E não há quem tire os brasileiros desse fanatismo hipnotizante. Nem mesmo as surpreendentes, mas realistas denúncias de corrupção de seus ídolos ("rei morto, rei posto", é o que a tradição diz).

Essa publicidade, que já é armada pelos barões do futebol, os verdadeiros jogadores dessa copa, feita para colocar os dirigentes brasileiros na cúpula da FIFA, além de colocar os brasileiros em uma hipnótica submissão ao futebol, onde se comportam como verdadeiros reféns, transforma a sua ilusão em razão de viver, pois torcedores, gritam, brigam, matam e morrem por causa dessa emoção barata do futebol.

E justamente por serem reféns, preferem continuar com esta síndrome de Estocolmo de amar o seu sequestrador, o mais corrupto dos esportes, fazendo de tudo para dissociá-lo da triste realidade que a população se recusa a enxergar. Crendo na falácia de que os jogadores, cúmplices deste esquema, foram tão enganados quanto a população de torcedores.

Triste ver uma submissão absoluta a um esporte tão medíocre e tao corrupto. Mais uma vez vemos a ingênua população brasileira completamente emburrecida e cega pela luz artificial daquilo que preferem considerar como seu "maior prazer".

Quem ganha dinheiro com o futebol agradece a esta submissão e certamente irá trabalhar para que a santa hipnose de cada 4 anos se mantenha, transformando uma ilusão em realidade maior e fazendo com que os brasileiros briguem pelo direito de serem enganados. Igualzinho naquela fábula do cavalo de Tróia, em que a população, iludida pela beleza de uma bela estátua, é seguidamente atacada por soldados que estava dentro dela, após ignorar avisos de prevenção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.