Seguidores

quarta-feira, 9 de abril de 2014

O fanatismo do futebol é nocivo. Por isso temos que evitar o fanatismo anti-futebol, igualmente nocivo



A melhor maneira de combater uma ideia errada é usando o raciocínio. Pensar nos dá a possibilidade de argumentarmos, mostrando provas de que quem está errado, cometeu um erro. 

Além disso, nunca devemos nos igualar a quem errou, agindo da mesma forma. Isso nos tira o direito de contestar, além de enfraquecer nossa contestação, fortalecendo quem errou a continuar defendendo o seu erro.

O que noto é que boa parte das pessoas que contestam o fanatismo futebolístico, agem de forma raivosa, irracional e puramente debochada. Raramente vejo textos lógicos e inteligentes que contestam o fanatismo tão estimulado pela mídia (que sabe muito bem que fanáticos sempre pagam para ter o produto relacionado com seu objeto de fanatismo). O ideal é que tivessem muito mais blogues anti-futebol, ao invés de incomodados ficarem reclamando pelas costas.

Gostaria que as pessoas avessas ao futebol escrevesse mais, fossem mais coerentes e equilibrados para que pudessem ser ouvidos e acabar de vez com a secular, mas absurda ideia de que o futebol é patriotismo. Quem é racional sabe muito bem que somente uma sociedade ao mesmo tempo carente e de educação ruim é capaz de aceitar que uma forma supérflua de lazer seja o seu maior símbolo de orgulho e de devoção às coisas de nosso país. Um grave erro que merecia ser combatido com lógica e não com deboche.

Claro que devemos respeitar quem curte futebol. Acima de tudo é uma forma de lazer. O que poderemos fazer mesmo é educar os torcedores para que estes percebam que a sua forma favorita de lazer nunca deve substituir ao amor por si mesmo e pelas pessoas que vivem no país. E dizer a eles de forma equilibrada, racional e convincente. Se usarmos o deboche, não seremos compreendidos e a ilusão do futebol-pátria permanecerá.

Espero que possamos ser mais racionais em nossas críticas ao fanatismo alienante do futebol. Se os torcedores estão realmente errados em gritar insanamente, em levar a sério demais uma forma supérflua de lazer, digamos isso a eles de forma educada e lógica. 

Não sejamos como eles, que a cada entrada da bola em uma rede, solta o troglodita adormecido dentro de si. Vamos provar que somos realmente racionais, para que os nossos argumentos ganhem força e possamos mesmo mudar os costumes sociais para que nos tornemos cada vez mais civilizados. Pois do jeito que está, com críticas debochadas e raivosas, tudo continuará na mesma, com alces humanos iludidos berrando "goool" em nossos educados ouvidos.

Afinal, esse fanatismo anti-futebol nos faz tão iguais ao fanatismo pró-futebol, o que anula qualquer argumento que vá contra a enxurrada pró-futebol que recebemos diariamente ao nosso redor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.