Seguidores

quarta-feira, 3 de julho de 2013

Retomamos o soninho?

Brasileiro esquece rápido. Depois de acordar para a realidade, resolveu tirar uma cochiladinha ideológica no domingo, final da copa das confederações e aniversário da conquista do "penta". 

Depois daquele memorável desprezo feito durante o jogo da "seleção" contra o México, a população, como o marido "galinha" que se arrependeu de trair a esposa, retomou o fanatismo futebolístico, sem dissociá-lo do patriotismo, usando o futebol para justificar a "comemoração" de tempos melhores. Quanta palhaçada!

Agora o povo retoma a sua "paixão" pela seleca, já que o viciado nunca larga seu ópio, a não ser com muita coragem. Domingo, do contrário do jogo contra o México, onde o desprezo coletivo - uma abstinência momentânea ao ópio - chegou a entristecer Galvão Bueno, comentaristas e outros jornalistas esportivos. Já o último jogo, contra o Uruguai, a atenção retomada devolveu o clima ufanista alienante que há muitas décadas tem feito o futebol a ser levado a sério demais.

Mas mesmo ainda sendo a "paixão" da maioria, o futebol não está mais em alta como antes. As críticas anti-futebol feitas no Facebook farão com que esse fanatismo, mesmo duradouro, seja vaiado. Se antes era louvável transformar uma simples brincadeirinha em dever cívico, hoje isso é motivo de chacota. A mídia ainda não percebeu o ridículo disso, mas se pensarem um pouco, um dia vão parar com essa publicidade ufanista que coloca o futebol em um lugar que não é dele: o de dever cívico.

E aí eu pergunto: retomamos o soninho de muitas décadas? Voltaremos a ser o gigante bobão que só brinca, come e dorme? Ou um dia vamos entender que o nosso maior orgulho nunca deve ser o da entrada de uma bolinha em uma rede, chutada por algum analfabeto que ganha uma imensa fortuna da maneira mais fácil possível: fazendo o que qualquer cidadão faz em cima de uma grama nos finais de semana? Já não dormiram mais do que deveriam?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.