Seguidores

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Respeitemos os argentinos, nossos irmãos mais esclarecidos

É uma grande bobagem a mania do brasileiro de forjar uma "inimizade" com os argentinos só por causa do futebol. Bobagem e falta de informação. Se os brasileiros olhassem para o próprio rabo, respeitariam os argentinos. respeitariam tanto, a ponto de lamber a sola dos pés dos portenhos.

Os brasileiros se esquecem que, se no futebol os tupiniquins levam a melhor, em matéria de cultura e politização, o povinho da Terra Brasilis leva um verdadeiro banho de cal, perdendo muito feio. Os brasileiros, além de alienados, adoram música ruim e agem feito animais na hora do lazer.

Os argentinos, quando sentem que algum direito essencial não está sendo satisfeito, saem para protestar. E protestam com aquela agressividade típica de quem realmente está inconformado. O presidente Fernando de La Rua foi realmente deposto após os protestos da população. No Brasil, nada disso. O xará Fernando Collor não foi deposto por causa da população. Foi porque incomodou a burguesia, incomodada pelo confisco da poupança que acabou prejudicando os ricaços brasileiros. A corrupção foi só pretexto e a população, sobretudo os jovens, estavam mais interessados em um carnaval extra do que realmente em tirar um "corrupto" do poder. Brasileiro é tão alienado que pensa que está se rebelando quando sua atitude prova o contrário.

E na cultura? Enquanto os argentinos ainda ouvem rock e sofisticaram o tango, acrescentando a tecnologia da música eletrônica e modernizando as suas características, além de ainda continuar gravando as músicas andinas de letras politizadas, os brasileiros descobriram que a "cultura" deveria "evoluir" abaixando as calças e se ridicularizando, numa infantilização de fazer envergonhar qualquer criança de 5 anos de idade que tenha o cérebro em perfeito estado.

Os brasileiros, cansados do - suposto - monopólio cultural "imposto" pelo rock brasil dos anos 80, resolveu "diversificar" a sua cultura através da assimilação de muito lixo cultural, conhecido como "música brega", acreditando na falsa ideia de que, a redemocratização do país e a internet tivessem tornado o povo pobre - ainda muito mal escolarizado até hoje - mais intelectualizado, com condições de produzir uma cultura rica, o que a prática provou ser o contrário. O brasileiro, sem saber vê a sua cultura descendo "tranquilamente" até o esgoto, tirando da juventude a chance de conhecer o que realmente é relevante.

E aí, brasileiros? Ainda dão razão à arrogância de "melhores do mundo" no futebol? O que adianta ser o melhor do mundo em uma atividade inútil, caracterizada unicamente na entrada de uma bolinha em uma rede. Só um povo bem idiotizado para achar "importante" o fato de uma bolinha entrar em uma rede.

Os argentinos são fanáticos por futebol. Mas pelo menos em um aspecto, eles podem isso. Pelo menos sabem que o futebol é apenas uma forma de lazer, não como os brasileiros que tratam o futebol como dever cívico e assunto de segurança nacional. Para os brasileiros, carentes de uma guerra séria - que até mesmo a Argentina passou - as copas do munda são tratadas como tal, com os jogadores fazendo o papel de "soldados" e o técnico de "Ministro da Defesa". mais palhaçada impossível.

Hoje teremos jogo "Brasil x Argentina". Provavelmente os brasileiros irão ganhar, já que há muito dinheiro de patrocinadores envolvido. E os patrocinadores, donos de empresas estrangeiras, estão muito interessados que os brasileiros continuem nessa letargia futebolística que impede qualquer conscientização política e social. Farão de tudo, mesmo desonestamente (como porvaram ser capazes em 2002), para que os amarelos ganhem, para manter intacto o conto de fadas. 

Pode ser que o Brasil ganhe de todos no futebol. Mas nas coisas realmente boas e úteis na vida, ainda vai continuar perdendo feio, com direito a uma dolorosa surra de cinto, dada por sociedades nem tão desenvolvidas como a nossa (que já não é tão desenvolvida). E esse tipo de surra dói pacas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.