Seguidores

segunda-feira, 2 de abril de 2012

A adoração por Adriano e o desprezo pelo caráter

Já havia escrito em outro blogue que as pessoas não admiram mais ninguém pelo caráter e sim pelo que elas são capazes de fazer pelos conhecidos. Mesmo que alguém prejudique a humanidade inteira, esse mesmo alguém pode ser admirado por quem não é prejudicado por ele.

Num mundo sem valores como o atual, isso é bem comum. E isso estimula ainda mais as pessoas a não desenvolverem suas personalidades, se tornando pessoas mais altruístas ou intelectualizadas.

Isso é triste, pois estimula a manutenção de defeitos, há o acúmulo de erros e a pessoa de caráter duvidoso que é admirada, se sentindo valorizada, nunca evolui a sua personalidade, se acreditando um ser "perfeito" pelo simples fato de ser admirada.

E é nesse caso que se encontra o jogador Adriano, notório encrenqueiro, amigo de gente de má vida e um homem com baixa formação intelectual. Ou seja, um exemplo a NÃO ser seguido.

Mas como joga bem e faz gols, o caráter dele passa a não ter importância, fazendo com que todos o admirem, por mais erros que ele cometa fora dos campos.

Os flamenguistas querem Adriano, de qualquer maneira

Está havendo uma campanha pela volta de adriano ao Flamengo. Me perguntem se alguém se manifestou contra, por conta do caráter duvidoso do craque. Não. Todos querem Adriano, mesmo que ele suje a imagem do time e da modalidade esportiva - tão cheia de exemplos pitorescos de rapazes "sem noção" - através dos escândalos que ele é capaz de aprontar pela vida afora.

Mas como se diz naquela música do Rappa: "Eu quero ver Gol". Como se qualquer sacrifpcio fosse válido para ver o ídolo golear em campo, mesmo que ele faça um estrago na sociedade, servindo de péssimo exemplo aos jovens que o idolatram, já que perderam o senso ético no momento em que a sociedade brasileira vive sem valores sólidos.

A impunidade somada a grande admiração dada a um irresponsável como Adriano, pode servir de péssimo exemplo aos jovens, gerando um grave dano a formação da personalidade de seus admiradores, fazendo com que a sociedade, em franca queda de valores, se perca ainda mais, desprezando o intelecto, o respeito ao próximo e outros valores esquecidos que ajudariam muito a sociedade a se evoluir.

A admiração dada a esse cidadão conhecido como Adriano é uma infeliz prova de que a sociedade não está disposta a respeitar ninguém. Essa sociedade faz questão de respeitar aqueles que nunca mereceram respeito, por não respeitarem nem a si próprios, só porque fazem o que é esperado.

Adriano merecia o desprezo total, por não oferecer nada positivo à sociedade. Pois gols não melhoram a vida de ninguém. Só a de quem fez os tais gols.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.