Seguidores

segunda-feira, 5 de março de 2012

Posar de ofendido é tática dos medíocres

Os organizadores brasileiros da Copa de 2014 não gostaram nada quando um representante da Fifa, Jérôme Valcke, disse que os mesmos mereciam um chute no traseiro por causa dos atrasos e do mau planejamento das obras exigidas para a realização da copa. Muitos pedem inclusive a demissão deste membro, que é secretário-geral da famosa entidade. Alegam que se sentiram ofendidos por Valcke.

Mas o que Jérôme Valcke falou não foi mentira. E se ele usou termos pesados por causa da justa irritação. Afinal faltam menos que dois anos e são muitas obras, várias de longa duração, que nunca terminam, além de gastarem um dinheiro exorbitante (que muitas vezes não é usado nas obras e sim para o bel-prazer dos próprios organizadores). Valcke está certo em agir desta forma e teve que falar grosso para ver se o pessoal daqui acorda e acelera tudo para acabar no prazo certo.

É a mediocrização do povo brasileiro contagiando nossas autoridades, num projeto malfeito e enganador de urbanização que claramente tem finalidade puramente estética. Faz parte da índole dos medíocres posar de ofendidos, já que além de não exigir esforço, não admitir erros, não desenvolver potencialidades, ainda serve para jogar a culpa em quem criticou o medíocre. Assim, o medíocre continua medíocre e nada muda. Com isso as obras devem continuar se arrastando desta forma, sem data para acabar. Ou terminar no prazo de maneira apressada com obras malfeitas que poderão por em risco os que se utilizarão delas.

Lembrando que essas obras são meras exigências da FIFA para garantir o conforto dos torcedores estrangeiros que virão assistir aos jogos. Essas obras nada tem a ver com o bem estar dos brasileiros, mesmo que os benefícios permaneçam, já que é tradição de nossas autoridades ignorar o bem estar da população.

Se fosse para o bem da população, os projetos seriam outros, mais eficientes, mais baratos e fáceis de serem concluídos. Mas para "aparecer" para os de fora, foi decidido que seriam coisas pomposas e bem caras, distantes da realidade de nosso país.

Palmas para Valcke, que no fundo fez a coisa certa. Brasileiro merece e muito, vários puxões de orelha e muitos chutes no rabo. Povo imbecil merece ser sacaneado mesmo. Da pior forma.

Ah! Valcke ainda disse que os brasileiros estão muito mais preocupados em vencer o campeonato em casa - um orgulho infantil - do que em organizar bem o evento com um gigantesco porte como a copa.

Futebol é realmente o esporte oficial dos alienados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.