Seguidores

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

O futebol, a busologia e as melhorias de fachada



Péssimo momento para organizarmos essa copa. A maior parte dos problemas cotidianos em nosso país nem começaram a serem analisados e as autoridades irresponsavelmente lançaram a candidatura do Brasil para esta inútil copa do mundo de futebol.

Os alienados celebraram, pois, graças ao tradicional fanatismo comumente associado ao - que deveria ser apenas um - esporte, acreditam que toda a humanidade virá para gastar em nosso país durante o evento, já que acreditam ingenuamente de que o "futebol está no sangue da humanidade". Tolinhos...

E nessa crença infantil vem junto a ideia de que teremos muitas melhorias por causa do evento. Que melhorias? Vão tapar o esgoto da minha rua por causa da copa? Os ricos vão doar suas fortunas aos pobres por causa da copa? O serviço hospitalar será mais eficiente por causa da copa? Bandidos passarão a ser mais bonzinhos durante a copa? Nada disso.

Nenhuma dessas melhorias reais acontecerão por causa da copa. Nem os empregos prometidos poderão ser utilizados como exemplos de melhoria, já que serão temporários, provisórios. Muitas dessas melhorias reais serão inclusive adiadas, para que o dinheiro destinado a elas possa ser transferido para a bela maquiagem que farão para tornar a cidade palatável para os - poucos - turistas que virão assistir.

Eu disse "poucos turistas"? Claro. Do contrário que muitos acreditam, copa do mundo é um evento específico. Só virão aqueles que curtem futebol. E nem é "toda a humanidade", como acreditam. Muito menos os mais classudos - futebol é esporte de gente jeca em qualquer parte do mundo -, que nos países evoluídos certamente não correspondem a maioria. Portanto, esperem um retorno financeiro infinitamente menor ao que passa na cabeça das autoridades que gastam sem medir para maquiar as cidades.

Busólogos felizes com a maquiagem

Dentre as propostas de maquiagem, está o conjunto de projetos conhecidos com o belo nome de "Mobilidade urbana". Um espetáculo adaptado para o trânsito que promete - e só promete - melhorar o sistema de transporte do país. Minhocas gigantes de aço rodando por vias exclusivas, é uma beleza. Como achar que os rebolados do Michael Jackson e os robôs do Spielberg pudessem tornar a sociedade mais inteligente e engajada.

Mas o transporte lindo que serve para fascinar os busólogos, que em sua maioria também são fanáticos por futebol - chamados pejorativamente por quem não curte, de Futebosteiros -, que unindo os dois fanatismos, defendem que o "futebol melhora a sociedade", está sendo usado para reforçar esse argumento e manter ainda mais o fanatismo que é interessante para as classes dominantes, que querem ver as massas ocupadas com aquilo que é fútil e inútil, para que não possam se rebelar contra as elites.

E dá-lhe mais minhocões de prata para alegrar as massas e dar a ilusão de que o futebol é cidadania, maquiagens são melhorias e que o Brasil vai renascer como uma fênix após ter gasto quase toda a sue verba nessa maquiagem inútil que só irá beneficiar aqueles que estão envolvidos com a organização desse festinha infantil. Grande , mas infantil.

E aí todos são enganados por melhorias de fachada, que junto com a alienação de um esporte criado apenas para ser uma forma de lazer e não um símbolo cívico, como está sendo, mantém a população inerte, crente nas ilusões que representam a falsa alegria de um povo de baixa auto-estima, que não consegue ser feliz de verdade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.