Seguidores

sábado, 3 de dezembro de 2011

Galvão, o Bobão da Corte da Rede Globo

OBS: Como é que a Globo ainda insiste em colocar o Galvão Bueno como narrador dos eventos esportivos mais importantes se ele, considerado o locutor mais chato da televisão brasileira, desagrada até quem é fanático pelos esportes que ele é colocado para a narração?

Saiba o que o ‘amigo da Rede Globo’ ouviu de Galvão no GP Brasil de F1

Por Rogerio Jovaneli | Blog da Redação Yahoo OMG! – 3 horas atrás


Com Galvão, 'a chuva é o Brasil na Formula 1'.

Título decidido beeem antes em favor do alemão Sebastian Vettel, sobrou pouca ou nenhuma emoção para o GP Brasil de Formula 1 deste ano. Mas a TV Globo se esforçou. Por toda a manhã, várias entradas ao vivo direto de Interlagos, entrevistas com personagens, Glenda e Tande andando de bicicleta na pista e... Galvão Bueno. E, com ele, o destaque da prova: a chuva, que o frustrou e não deu as caras no autódromo paulista.

O blog pretendia contar todas as vezes que a palavra foi pronunciada antes, durante e após a corrida, mas foi impossível, tantas foram as vezes que alguém da transmissão da emissora carioca disse "chuva". Não deu, mesmo. Perdemos a conta. Mas fizemos algo, digamos, mais divertido. Destacamos os "melhores momentos" (se é que se pode chamar assim) de Galvão Bueno e seus companheiros, Reginaldo Leme e Luciano Burti ao longo das 71 voltas do GP Brasil. Haaaaaja coração, amigo. Divirtam-se...

Antes de largar:
Galvão interrompe Luciano Burti: "Atenção. Vamos ouvir o rádio". "Desculpe. Não deu", responde, sem graça, o ex-piloto, lamentando não ter entendido o áudio, que é talvez a sua principal atribuição na transmissão das corridas de F1 na Globo.

Largada:
Galvão começa: "Primeira, luz, segunda, terceira, sob o giro dos motores, valeu, vambora. Felipe ganhou uma posição, Vettel vem na ponta, Bruno Senna querendo manter a nona posição, que largada linda, Rubens Barrichello perdendo muitas posições. Caiu para 20ª posição. Rubinho vai ter que remar".

Volta 2:
Galvão elogia manobra do hepta-campeão mundial de F1: "Olha o Schumacher. Êee Schumi".

Volta 9
Galvão lê informação para os telespectadores: "Não teremos chuva nos próximos 30 minutos". E comenta: "a chuva vai driblar o computador. Driblou ontem e vai driblar hoje".

Volta 10
Galvão: "Schumacher foi por fora. Bruno falou 'aqui não, tô em casa". Olha o Bruno. Schumacher ficou". E Reginaldo comenta: "Furou o pneu".

Volta 19
Galvão, defendendo piloto brasileiro: "Punição pro Bruno Senna. Eu discordo. Não concordo em hipótese alguma. No mínimo, [decisão] duvidosa dos comissários de prova. Pesa muito ser Schumacher. Sempre pesou".

Volta 24
Galvão elogia pista: "Interlagos é uma das três melhores pistas da Formula 1, juntamente com Spa-Francorchamps, na Bélgica, e Suzuka, no Japão. Não são esses circuitos modernos que andam fazendo".

Volta 35
Galvão e a meteorologia: "Chuva esperada a partir das 14h55. Se eu vi bem, então é daqui a sete minutos. Bom, vamos explicar direito. É entre 14h55 e 15h05. Dá uma confusão, amigo. Aí muda essa história toda. E chega a informação: em algum ponto lá na represa, já chegaram alguns pingos".

Volta 41
Galvão implora: "Webber vai pro boxe. Então é o seguinte: dos seis primeiros, só o Felipe não trocou. Cadê a chuva? Já chove em São Paulo nas zonas norte, leste e oeste. Onde nós estamos agora, mesmo? Ah tá, Zona Sul".

Volta 42
Galvão convoca a torcida: "Agora, sabe o que você [aí de casa] tem que fazer? Bate um tambor aí. Bate um tambor legal, amigo. Vamos pedir chuva. Tá faltando um minuto para as 3h [da tarde]. Cadê a chuva?"

Volta 45
Galvão na torcida pelo melhor para o piloto brasileiro: "Queremos o Felipe brigando por título em 2012. Queremos o Felipe assim...". E, de repente, a imagem corta para o piloto Maldonado, sentado, após abandonar a prova.

Volta 46
Galvão, após Massa sair do boxe na frente Hamilton: "E tome briga do Felipe contra o Hamilton". Burti alerta: "Problema com o Hamilton". Galvão: "Galera bateu o tambor legal. Hamilton abandonando".

Volta 52
Galvão se irrita com a falta de... chuva: "Não tô falando? A chuva driblou todo mundo, de novo. A informação que chega agora é que não chove nos próximos 20 minutos. Isso é Interlagos, amigo".

Volta 66
Galvão se confunde na hora de falar sobre a classificação dos pilotos no campeonato: "Quanto mais eu olho para o computador, mais maluco eu fico. Ah não, isso é posição que eles largaram na corrida. Primeiro [na classificação] é o Vettel, o segundo é o Button, o terceiro é o Webber, o quarto é o Alonso, o quinto é o Hamilton e o sexto é Felipe Massa. Essa é a posição do campeonato. Volta 66 e o Button vai abrindo caminho. É o terceiro colocado e, por enquanto, é o grande vencedor dessa batalha que serve para estabelecer o vice-campeão mundial".

Volta 69
Galvão, lamentando a falta de... chuva: "E não tem chuva nos próximos 30 minutos. Ê computador que tomou um passeio da chuva no fim de semana inteiro. Foi 10 a 0 para chuva contra o computador".

Antes do pódio
Galvão se anima com "zerinho" do brasileiro: "E o Felipe Massa fez uma graça pra galera, já que completou 100 corridas na Ferrari. Olha a gracinha dele. Fez um zerinho. Levantou fumaça e girou pra galera. Rrrrrecebeu os aplausos e foi pro boxe".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.