Seguidores

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Detesto quando associam futebol com valores progressistas

Tudo bem que o futebol é legal, diverte, faz o tempo passar. Mas associar o futebol a valores considerados progressistas é um sinal enorme de alienação, que não consegue nem mesmo entender a natureza do próprio esporte.

Como curtir o esporte é considerado obrigatório em nosso país, encanaram que pessoas de todos os tipos passem a gostar de esporte, não apenas seu público alvo.

Assim, dá-lhe roqueiros, esquerdistas, rebeldes e o escambau a defender o fanatismo futebolístico, sem se lembrar que jogadores de futebol odeiam rock e que cartolas são sempre direitistas e corruptos. E não há nenhum jogador de futebol que seja rebelde, já que todos trabalham sem abalar as estruturas de poder que regem nosso sistema político-social. pelo contrário, até estimulam a manutenção dessas estruturas.

Mas é confortável a associação com valores progressistas, pois facilita ainda mais a ilusão de unanimidade que a apreciação de futebol aparenta ter.

A Rede Globo, grande difusora e legisladora do fanatismo futebolístico, há muito tempo não toca samba em programas e reportagens sobre futebol. Para que o mesmo não fique associado como "esporte de sambista" e com isso, espante outras "tribos" e elimine a desejada pseudo-unanimidade.

Mas para mim, o futebol sempre será um esporte popularesco, graças as suas características e ao seu sempre fiel público alvo. Se nem todos os torcedores possam ser considerados bregas, todos os bregas sempre gostam de futebol. Isso é uma certeza e para isso não há exceção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.