Seguidores

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Jogador brasileiro tem conta de site encerrada após defender - pacificamente - os palestinos

OBS: A causa palestina ainda é muito mal compreendida no Brasil. Aqui os palestinos são vistos como vilões, por causa da fama de terroristas (que na verdade são uma minoria, acreditem - palestinos e muçulmanos são da paz) e por isso a defesa desse povo é entendida como estímulo à violência, o que é um absurdo. Como pode um povo inteiro pagar por algo feito por uma minoria?

Jogadores de futebol costumam ser despolitizados, alienados até. Em sua maioria, seguem o sistema como carneirinhos e defendem ideias conservadoras e, quando muito, se aliam a partidos de esquerda para não fazerem absolutamente bulhufas. Mas existem exceções.

O meu xará Marcelo Vieira, postou em seu perfil no suspeito site de relacionamentos Facebook, uma foto e uma mensagem de apoio ao povo palestino. Foi o suficiente para seu perfil ter sido deletado - possivelmente a pedido do Real Madrid e cortado da "seleção" (aquele ícone mais-do-que-idolatrado que pertence a Rede Globo), talvez por esse motivo.

Fica o nosso apoio ao meu xará e agradecê-lo pela nobre atitude de lembrar de u povo sofrido que não sabe o que é viver com tranquilidade e que ainda é discriminada pelo mundo afora. Vieira tocou num assunto que quase não é mencionado em nosso país, ou por desinteresse ou por simples aversão - preconceituosa - aos palestinos.

Valeu, Marcelo Vieira. Você mostrou seu diferencial. enfim um jogador de futebol que não quer ficar de fora da realidade. E valeu Tsavkko. Se não fosse a sua nota, nem estaríamos sabendo disto.

CBF e o.... Sionismo?

Por Raphael Tsavkko - Blog do Tsavkko - The Angry Brazilian

Marcelo Vieira é lateral-esquerdo do Real Madrid (time conhecido por sua torcida fascista e por ter sido time do coração de Francisco Franco) e, até ontem, era dado como certo para disputar a Copa América e para os amistosos contra a Romênia e Holanda no começo do próximo mês.

O corte na seleção seria algo normal se o jogador não tivesse se envolvido em uma polêmica recentemente por apoiar a causa palestina.

No dia 15 de maio, dia da Nakba, ou Grande Catástrofe, a criação oficial do Estado Nazi-Sionista de Israel, Marcelo postou em seu facebook uma foto de um lutador palestino com a frase "My heart with Palestinian now as they fighting with Israel” ["Meu coração está com os palestinos em sua luta contra Israel", em tradução literal]. Foi o suficiente para que o facebook DELETASSE o perfil de Marcelo Vieira depois de pressão de Sionistas.

Dois dias depois, o inesperado aconteceu. A página oficial do Marcelo Vieira Facebook foi encerrada. O site oficial do Real Madrid havia mencionado que a administração do Facebook recebeu pedidos de israelenses para encerrar a página como ela estava, por incitar à violência contra Israel (sic), apoiando a Intifada Palestina. (Tradução do Google, revisada por Marcelo Pereira)

Interessante é a ausência total de repercussão do caso no Brasil, assim como em blogs pelo mundo. O jornal israelense YNET divulgou o caso (em hebraico, e aqui uma tradução) e alguns poucos blogs repercutiram.

O primeiro absurdo do caso é o fato do facebook deletar a conta de um usuário por este manifestar solidariedade ao povo palestino. Que direito tem o facebook de deletar a conta de alguém, sem aviso, por defender uma causa política legítima? Não é a primeira vez que o Facebook deleta contas de militantes políticos ligados à causa palestina ou mesmo à causa basca, movimentos sociais, de esquerda e etc.

O segundo absurdo vem da CBF e do curioso corte do jogador logo depois de suas declarações. Será mera coincidência? Ou o mais puro Nazi-Sionismo tomando conta?

Uma página foi criada no facebook em homenagem ao jogador e centenas de pessoas estão postando mensagens de apoio e agradecimento pela sua clara defesa da Causa Palestina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.