Seguidores

sexta-feira, 2 de julho de 2010

A grande lição que podemos tirar desta derrota

Hoje a "seleção" perdeu com justiça. Perdeu porque desde 1986, não existe mais o mitológico "futebol arte", substituído pelo "futebol-negócio", existente até hoje, mas invisível aos olhos de quem coloca a emoção acima da razão.

A mediocridade brasileira conseguiu ganhar de seleções medíocres. Mas foi só enfrentar uma seleção de verdade para encarar a realidade.

A falsa alegria que tantos queriam que compensassem a miséria foi embora. Agora, vamos lutar para termos a verdadeira alegria da boa qualidade de vida. Pois, acreditar em futebol é como acreditar em duendes, algo que foge de qualquer realidade.

Três principais lições ficarão com esta derrota:

- futebol na copa não é patriotismo
- ilusões não substituem qualidade de vida
- existem brasileiros que não curtem nem futebol e muito menos "copa"

Que um dia o povo brasileiro amadureça e aprenda a gostar de futebol como um mero esporte apenas. E não como uma panacéia pseudo-patriota que vai tirar a nação do sub-desenvolvimento.

A "seleção" já venceu o bastante. Está na hora de mudarmos os vencedores.

Chega dessa ilusão. Porque futebol é só diversão. Nada mais que isso.

E sendo uma mera diversão é a sua maior qualidade. Colocar patriotismo no futebol é eliminar sua verdadeira vocação de entreter as pessoas.

Hoje a "seleção" saiu derrotada. Mas o Brasil, o país, saiu vitorioso. De verdade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.