Seguidores

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Alta definição de imagem, com baixa qualidade de conteúdo? Ninguém merece!

Muito se está falando em alta definição de imagem, conhecida como HDTV. A imagem vem com cores mais vivas e maior nitidez.

Mas eu pergunto: para quê melhorar a qualidade de imagem se a qualidade da programação vem caindo horrores, reduzindo o seu nível para satisfazer pessoas pessimamente instruídas e de baixíssimo nível intelectual?

Dá para ver que o interesse em oferecer uma programação da qualidade passa bem longe da mente de nossos poderosos empresários da comunicação (tão poderosos que se uniram para criar um instituto altamente golpista e mercenário, com o objetivo de manter a população "tranquilamente" controlada). A consagração do sistema está se dando em um fútil evento que é a copa de futebol. Mais fútil, só se fizerem um "Big Brother" em um banheiro público. Melhor medir minhas palavras senão vão encarar essa como sugestão (eeeca!).

Não se vê mais programas que valorizem a inteligência, que eduquem (nem as !educativas" estão fazendo isso: a TVE e a Futura estão com programação convencional, aquela que deveria estar na TV aberta comum, mas como tudo é medido por baixo, esses canais acabam parecendo "cerebrais"), que mostrem beleza (não a de calipígias descerebradas - beleza de uma paisagem, da vida animal, etc.), que valorizem o ser humano como gente. Como ser humano. Não como bicho.

Mas parece que a TV foi feita mesmo para animais irracionais: só se vê coisas que estimulam o instinto primitivo. Sexo, violência, breguice e futilidades. Tudo para satisfazer aqueles que não conseguiram (ou não querem) desenvolver a inteligência.

Realmente esse HDTV parece um engodo inútil para enganar as massas. A campanha que lançou o sistema, falou em "democracia", dizendo que agora a população iria ter direito a TV de qualidade. Qualidade? Ver uma bunda em alta definição é qualidade? Ver idiotas pulando que nem macacos vestidos de amarelo é qualidade? Ver o close de um bandido feioso sendo preso é qualidade? Se for para ver essas porcarias, prefiro vê-las em baixíssima definição. De preferência mais embaçadas o possível.

Por isso que para mim, não preciso de TV. Quando eu arrumar um emprego que possa permitir a mim ter uma casa só minha, nem faço questão de TV. "Está louco? E a informação?", dirão os ingênuos. Responderei que informação busco na internet.

Informação... ora essa... como se a população usasse a TV para ver informação...

Me engana que eu gosto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.